Aprenda o que é e como usar o Naming

Todo empreendimento precisa ter um título adequado que faça jus ao seu posicionamento dentro do mercado, e é neste ponto que o naming entra. 

Com o nome certo, fica mais fácil para os seus clientes identificarem os seus produtos conforme for o naming que você escolheu. Consequentemente, essa prática consegue deixar o seu negócio em destaque no mercado em que atua.

O mesmo vale para empresas que trabalham com eventos corporativos e confraternizações, que precisam trabalhar com essa estratégia para ter um posicionamento correto diante do cliente.

Em algumas situações, ela precisa fazer a criação do nome para o evento, logo é necessário que ela pense em um nome impactante que possa ser agradável e ao mesmo tempo capaz de chamar as pessoas.

Essa parte do naming acaba sendo um dos principais objetivos de estratégia dentro do universo do marketing. É importante levar em consideração os seus objetivos, experiências e outros atributos na hora de escolher o melhor nome para a sua marca ou produto.

Como já foi dito, o naming é responsável por representar a sua identidade e autenticidade verbal com o público.

No geral, ele é como se fosse um crachá de identificação pvc, visto que é um recurso que precisa ser utilizado por aquelas empresas que desejam ser reconhecidas dentro do mercado em que atuam.

Esse reconhecimento faz com que o negócio tenha números mais expressivos em relação às vendas ou qualquer outro setor. Para contextualizar melhor o tema, vamos explicar o que é o naming e como ele consegue ser importante dentro de um negócio.

O que é naming?

Inicialmente, podemos começar pela forma literal do nome, que por sua vez, o naming pode ser traduzido para o português como “nomear”.

Até aqui já podemos ter uma noção que o termo é usado justamente para que uma loja de capachos personalizados de porta, por exemplo, possa criar o seu nome a fim de conseguir ter um reconhecimento maior dentro do segmento.

Do ponto de vista da comunicação, ele está relacionado a um conjunto de técnicas que são usadas para criar o nome de empresas, produtos, serviços ou outros projetos que levam o nome do negócio.

O principal objetivo do naming é fazer com que um negócio se diferencie dos demais, e além disso, criar algo único.

Dentro de um cenário cada vez mais competitivo, onde uma loja de balões infláveis para propaganda se encontra em um segmento com mais concorrentes, o naming pode ser uma das opções a serem adotadas para ganhar um destaque entre as empresas que atuam na mesma área.

No momento em que você estiver desenvolvendo o seu naming, é necessário saber onde a marca precisa ser implementada, dessa forma levando em conta todos os pontos para criar o melhor nome possível.

Em outras palavras, informações como o setor a que o negócio pertence, persona e público-alvo são essenciais na hora desenvolver o naming

Ter esse tipo de informação é essencial para uma empresa de projetos hidráulicos, por exemplo, visto que quanto mais dados estiverem, mais fácil será para criar um naming que possa fazer sucesso.

Tudo junto deve gerar um nome para a sua marca, e que ao mesmo tempo traga valores positivos e informativos a respeito da empresa.

Importância do naming

Quando você iniciar a sua gestão de marca, vale notar que ficará ainda mais fácil com as estratégias que o naming usa.

Ou seja, uma empresa especializada em transplante de árvores, por exemplo, que está iniciando no mercado, pode optar pelo naming justamente para se sobressair das outras companhias que já atuam dentro da área.

O objetivo é sempre o mesmo: fazer com que a marca seja reconhecida e lembrada pelos seus consumidores. Dentre todas as estratégias que o naming usa, podemos citar as seguintes:

  • Análise e identificação da persona e público-alvo da sua marca;
  • Fatores internos e externos da sua marca serão analisados;
  • A cota que você deseja obter no mercado.

Ao aplicar essas estratégias, a empresa tem chances menores de errar com os seus projetos, o que é essencial para uma empresa de suporte técnico informática, onde precisa desenvolver projetos para que o negócio consiga ganhar destaque no mercado.

Como foi dito, o naming ainda permite que os consumidores diferenciem a sua marca da concorrência, criando assim algo original que traz uma imagem única para a empresa.

Tipos de naming

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a criação do naming não é um processo fácil de ser realizado. 

No primeiro momento, uma empresa de assessoria contábil para abertura de empresa, por exemplo, que está na fase para criar um naming para o negócio, pode achar que o processo seja fácil.

Entretanto, o ideal é que a equipe responsável por criar o nome da empresa siga alguns passos, de modo que o processo fique ainda mais fácil.

Conforme for o andamento dessa parte, a longo prazo a empresa poderá ter uma identidade original para que os consumidores que estiverem precisando do serviço dela possam olhar para a organização com olhares mais confiáveis.

O nome de uma empresa também deve ser considerado como um elemento que traz profissionalismo para a companhia.

Considerando que existem diversos tipos de naming que você pode se aprofundar, veja abaixo quais são os tipos que você pode se interessar para investir.

Descritivo

O primeiro tipo de naming que iremos abordar é o descritivo, que como o próprio nome sugere, vai indicar o tipo de serviço, produto ou atividade que a empresa faz no segmento.

Isso torna mais fácil a associação que o cliente faz entre os produtos e a marca que oferece a mercadoria.

Experiência

De acordo com a experiência que você tem ou a experiência que deseja proporcionar, na prática você pode utilizá-la como base para escolher o nome para a sua marca.

Casos assim, podemos levar em conta as emoções e expectativas que você quer proporcionar para o seu cliente. Isso pode fazer com que o consumidor enxergue o valor da sua marca, que você pode reforçar com a identidade visual que deseja criar para ela. 

Inventados

Geralmente os nomes inventados não costumam ter nenhuma ligação com as experiências anteriores. Contudo, eles podem ser bem valiosos dependendo da forma que você o usa.

Eles geralmente são únicos e se destacam por sua criatividade, o que pode fazer a marca ganhar mais força com seus clientes. Considerando também que o naming propõe uma liberdade criativa, podendo fazer inovações.

Toponímicos

O toponímico, na verdade, é uma categoria onde o nome da marca fará uma referência direta ao local de origem do projeto. Esse grupo é utilizado com mais frequência por veículos de comunicação (em mídia online ou offline).

Patronímicos

Diferente da opção que foi citada acima, a categoria de patronímicos vai fazer referência ao nome de uma pessoa, e não há um local. Por exemplo, pode ser o nome da marca, o CEO ou alguém que serviu de inspiração.

Composto

Como o próprio nome já sugere, a categoria da naming composto irá fazer a junção de duas ou mais palavras para que o nome da marca seja criado.

Abreviado

Assim como a categoria citada acima, o abreviado também é um tipo de naming que já é autoexplicativo. Caso você já tenha uma ideia dentro da cabeça  ela seja grande, é possível fazer uma abreviação.

Outra opção é desenvolver um termo, frase ou algo do tipo que possa caber perfeitamente na sua marca, mas que não sirva como nome. No geral, a solução é simples: basta abreviar até resultar em uma palavra que serve como nome.

Sugestivo

A categoria sugestiva existe quando o naming é desenvolvido para fazer referências ou remeter a algo.

Siglas

Por fim, temos a categoria de siglas, que por sua vez é uma das mais utilizadas dentro do mercado, podendo até ser considerada como um tipo de abreviação.

Para isso, você pode pegar as primeiras letras dos termos da marca ou do seu conteúdo e fazer o processo de juntar para criar um bom nome. Um exemplo claro desse tipo de abreviação é o próprio SBT.

Quais são os passos para criar um naming?

Por fim, para usar o naming de maneira correta e escolher o melhor nome para a sua marca, você precisa criá-lo respeitando os seguintes fatores:

  • - Capacidade de causar impacto;
  • - Concisão;
  • - Facilidade na pronúncia e escrita;
  • - Agradabilidade do som;
  • - Transmissão de mensagem;
  • - Fácil memorização;
  • - Inovação;
  • - Referência de outras línguas.

Seguindo os passos citados acima, torna mais fácil a construção do naming para o seu negócio, bem como a chance do sucesso ser maior e ter um nome forte na indústria que estiver inserido.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário
Quer se manter atualizado e receber os nossos conteúdos? Inscreva-se aqui!

Últimos Posts
Siga a VEC Digital
Receba nossas novidades diariamente!