O que é Visual Merchandising e como aplicá-lo?

O visual merchandising é uma prática aplicada ao varejo que permite projetar e organizar estrategicamente os elementos da loja para gerar um ambiente que atraia os clientes do ponto de vista emocional e sensorial.

Nesse sentido, a loja é montada para criar um ambiente alinhado com a identidade e valores da marca e acima de tudo para atrair a atenção do comprador.

Essa estratégia contribui muito para a primeira impressão causada nos clientes ao olharem primeiro para a vitrine e fachada em pele de vidro, e depois explorarem o interior da loja.

De fato, o grande valor que uma estratégia correta de visual merchandising pode trazer é a possibilidade de envolver e inspirar seus clientes, consequentemente incentivando a compra de determinados produtos.

Se você quer saber como utilizar essa estratégia na sua loja, seja ela de roupas, produtos de beleza ou mesmo em uma agência de eventos corporativos SP, continue lendo o artigo.

Princípios básicos do visual merchandising

Em qualquer loja ou empresa que se queira aplicar e projetar uma boa estratégia de visual merchandising, alguns elementos-chave devem ser levados em consideração, por exemplo:

  • - Todos os produtos devem estar em ordem e bem apresentados;
  • - Uma ampla gama de itens precisam ser mostrados;
  • - Não preencher todos os espaços para não poluir o visual;
  • - Criar uma atmosfera emocionante para inspirar o cliente.

Ou seja, são princípios básicos que constituem essa estratégia essencial para elevar o ambiente de uma loja.

Além disso, pode-se realizar estratégias como contratar uma empresa especializada em pintura de fachada para transformar o ambiente externo da loja. Essa pode ser uma medida interessante também.

Explore os 5 sentidos humanos

Outro princípio básico para aplicar o visual merchandising é explorar os 5 sentidos do ser humano e aplicá-los no ambiente de sua loja, por exemplo:

Visão

A visão é o primeiro sentido que é ativado no consumidor. Portanto, aplique em sua loja a regra simples: “o que não se vê, não se pode comprar”.

Portanto, os produtos podem e devem ser exibidos de forma criativa, seguindo esquemas de cores de acordo com a decoração do ambiente ou contando uma história, por exemplo, com base na estação do momento.

Por exemplo, o showroom de uma loja de gestão de frota de veículos leves deve conter, além dos melhores carros, um espaço amplo com vidros e espelhos que criam a sensação de aumento dos veículos.

Audição 

Nas lojas, muitas vezes são escolhidas músicas ou sons específicos que estimulam a compra, mas devem estar sempre alinhados com a filosofia da marca.

Por exemplo, se alguém vai em uma empresa de produtos veganos, ela irá se familiarizar com a empresa se estiver tocando uma banda que apoia o veganismo ou que luta pelas causas de animais.

Olfato 

O uso de fragrâncias específicas pode estimular a memória dos consumidores e aguçar o desejo de compra dos produtos de forma inconsciente. Ou seja, de fato existem fragrâncias que têm esse potencial de levar os clientes a entrarem nas lojas e comprarem produtos.

Toque

Todos os bens devem ser tocados e testados pelo consumidor. Esse é um aspecto crucial para uma melhor experiência de compra. Afinal, com o toque os clientes podem perceber as características dos produtos que estão comprando.

Paladar

Muitas lojas oferecem degustações, para aproximar o produto do comprador. Essa é uma ótima forma de atrair mais clientes e compradores, principalmente em lojas do setor alimentício.

Portanto, oferecer uma degustação pode ser uma boa estratégia de visual merchandising. No entanto, mesmo que não seja em uma loja de doces ou de qualquer segmento de alimentos, pode ser uma boa estratégia também oferecer pequenos lanches e aperitivos.

Por exemplo, uma empresa de montagem de painel elétrico pode fornecer um ambiente de sala de espera do cliente com máquina de café, biscoitos amanteigados ou bolo simples, por exemplo. Tudo isso visando melhorar a experiência do cliente.

Benefícios do visual merchandising

As principais vantagens e benefícios do visual merchandising são inúmeras, começando pelo aumento do número de clientes que percebem sua marca e de fato entram em sua loja para comprar seus produtos.

Ou seja, o principal benefício é o lucro, mas não somente isso, porque podemos resumir as vantagens nesses 5 pontos:

  • - Aumento de lucros;
  • - Vendas recorrentes e constantes;
  • - Fidelização dos clientes;
  • - Marketing boca a boca;
  • - Aumento do reconhecimento da marca.

Ou seja, de fato o visual merchandising é eficaz e, se bem projetado, pode ter um impacto significativo e benéfico nas vendas da loja.

Além disso, outro claro benefício do visual merchandising que não pode ser esquecido é que é uma estratégia que pode ajudar a obter o máximo valor de produtos que seriam difíceis de comercializar de outra forma.

Visual Merchandising: como implementar em sua loja?

Como vimos, o visual merchandising serve para vender mais e melhorar a experiência de compra dos clientes. Esses são os principais objetivos muito claros dessa estratégia, mas de fato a execução dessa estratégia exige algumas técnicas e conhecimentos.

Vamos ver agora como implantá-las.

Comece pelo alvo

Quando você faz toda estratégia de marketing e comunicação visual em acrílico para montar uma loja, há perguntas fundamentais a serem feitas, como quem é o seu cliente ideal, qual é a sua idade média e estilo de vida, e assim por diante.

Para implementar a estratégia de visual merchandising em sua loja, não é diferente em termos de pesquisa e estruturação. Ou seja, para aplicar a estratégia, além de todos os estudos sobre público-alvo, é preciso decidir a história que você quer contar na sua loja.

Depois de identificar as respostas, você pode decidir se dará um caráter contemporâneo, clássico ou vintage à sua loja.

A importância das cores

É essencial ter uma boa coordenação de cores dentro da loja e principalmente para a vitrine, já que ela é a primeira coisa que as pessoas veem quando passam naquele lugar.

Cores contrastantes como branco ou preto podem ser levadas em consideração, ou algumas áreas da loja podem ser criadas com cores monocromáticas (por exemplo o amarelo, que é a primeira cor percebida pela retina).

Devemos lembrar que o cliente direciona sua tendência com base no que vê, assim as cores podem ser utilizadas como estratégias para criar “caminhos” reais e guiar inconscientemente as pessoas para dentro da loja.

De qualquer forma, hoje é fundamental que o ponto de venda seja “instagramável”, ou seja, um ambiente perfeito para que inspire potenciais clientes a fotografarem o local e principalmente postarem na internet.

Afinal, ir a um lugar hoje em dia não é somente uma experiência e vivência, é também para depois ser partilhado nas redes sociais.

Crie um foco forte

É essencial tentar ao máximo não confundir o cliente assim que ele entrar na loja. Para isso, use sempre sinalização clara e concisa, ou seja, deve ser criado um chamado ponto focal em cada área da loja. Muitas vezes é colocado no centro de uma loja ou nas partes laterais.

Ou você pode criar uma composição baseada na estação, mas é preciso ter o cuidado de focar nos produtos e não na decoração, afinal o item oferecido para o cliente não é a decoração.

Conte uma história

Outro ponto importante do visual merchandising é promover as vendas de forma interessante, contando uma história, o que pode ser usado para promover os próprios produtos.

Por exemplo, você pode apresentar uma lista explicando aos clientes por que eles precisam do produto ou como sua vida se tornará mais fácil com essa compra.

Dessa forma, você pode contar rapidamente uma história real, ajudando o cliente a entender melhor o produto. Além das palavras, você também pode usar imagens e gráficos específicos para contar uma história.

Pode ser através de imagens, frases e banners, até mesmo com filmagem com drone profissional para publicar nas redes sociais e as pessoas conhecerem os produtos, bem como toda a filosofia por trás deles.

Sinalização e pavimentação

O cliente nunca deve se sentir confuso dentro da loja. E tendo em vista que a maioria das pessoas que entram em uma loja não sabem as direções corretas, você pode orientá-las no melhor caminho para expô-las ao maior número possível de produtos.

Nesse caso, os adesivos para pisos transitáveis ​​certamente ajudam na sua estratégia de visual merchandising, que pode ser usado como sinalização ou para destacar promoções especiais.

Em suma, como vimos, o visual merchandising é um mundo a ser descoberto, que certamente não se esgota apenas no posicionamento dos produtos da melhor forma na loja.

É preciso um estudo contínuo dos espaços e tendências atuais, uma alta dose de criatividade e sobretudo muita paixão: isso pode tornar qualquer loja verdadeiramente irresistível.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário
Quer se manter atualizado e receber os nossos conteúdos? Inscreva-se aqui!

Últimos Posts
Siga a VEC Digital
Receba nossas novidades diariamente!